Ghalam

Coreia do Norte

24.mar.2014

Dá para fazer uma noite romântica com um norte-coreano ou uma norte-coreana?

Os guias são espiões do governo?

Sou gay, posso ir para a Coreia do Norte?

A terra de do ditador Kim Jong-un um é um balaio de dúvidas e mitos para o mundo. Que o diga o inglês Simon Cockerell, diretor da Koryo Tours, a mais experiente agência de viagens especializada em Coreia do Norte. Simon mora em Pequim, na China, mas já pisou mais de 100 vezes na Kimlândia, então dá para dizer que ele vive mesmo na ponte-aérea entre a capital chinesa e Pyongyang, a capital norte-coreana.

Foto: Gabriel Prehn Britto (CC BY-NC-SA 4.0)

Semana passada, o blog da Koryo Tours publicou um post em que Simon derruba 5 dos mitos que vive escutando, todos ligados à Coreia do Norte. Achei os assuntos tão interessantes que pedi para traduzir e publicar aqui – o que Simon gentil e imediatamente autorizou.

Prepare o kimchi e aproveite. (mais…)

27.jan.2014

Antes de começar, já peço perdão. É que no meio da correria da vida, esqueci de publicar aqui uma das mais incríveis pérolas da minha viagem pela Coreia do Norte: o vídeo de quase duas horas de duração que a Ryohaengsa, a agência estatal de turismo do país, faz para cada grupo de turistas e vende no final das suas jornadas.

São 107 minutos de efeitos especiais estilo vídeo de karaokê, musiquinhas estilo churrascaria, cenas de gosto extremamente duvidoso e muitas imagens de tudo que eu vi por lá, desde os monumentos grandiosos até o criadouro de tartarugas.

É uma maravilha, perfeito para entender o que é uma visita à Coreia do Norte e também para ver o país de uma forma raramente mostrada na mídia. (mais…)

8.jul.2013

Uma das coisas que eu mais gosto em tudo que envolve uma viagem é a oportunidade de poder dedicar muito da minha atenção ao estudo da história de regiões, países e povos – algo que não consigo fazer normalmente sem a desculpa de que estou indo até eles.

O problema é que histórias de regiões, países e povos quase nunca são bonitas e, às vezes, eu acabo dando de cara com absurdos como as “mulheres de conforto” coreanas, que descobri estudando sobre a Coreia do Norte.

theogeo (CC BY 2.0)

(mais…)

3.jun.2013

Culturas genuínas, povos praticamente sem contato com estrangeiros, paisagens que ninguém ou pouca gente viu.

Uma penca de viajantes vive atrás dessas coisas e a quantidade considerável de vezes que os guias de viagem usam a expressão “off the beaten track” (algo como “fora do roteiro comum”) é uma bela prova disso.

Storm Crypt (CC BY-NC-ND 2.0)

O norueguês Gunnar Garfors é um desses viajantes e resolveu pesquisar quais são os melhores lugares para quem busca essas experiências. Acabou fazendo a preciosíssima lista abaixo, com os 25 países menos visitados do mundo, publicada aqui em versão brasileira, com a gentilíssima autorização dele e com comentários do próprio – sim, Gunnar passou por todos. (mais…)

11.mar.2013

Fazer turismo em países comandados por ditaduras pode gerar algumas crises existenciais em quem viaja.

Muitas pessoas se perguntam se é ético ir para nações onde a população sofre nas mãos de regimes criminosos, se o dinheiro gasto lá ajuda a sustentar a riqueza dos governantes e até se deveríamos deixar esses países completamente isolados para forçar uma queda do governo.

A Coreia do Norte, é claro, está no topo da lista de países que podem gerar essas crises.

O excelente site Shangaiist pensou sobre o assunto e foi atrás das opiniões de pessoas que entendem da terra dos Kim. Traduzi livremente os pontos principais das respostas apresentadas lá no site e coloquei nesse post.

Tomara que esses argumentos ajudem você a formar a sua opinião e a decidir se vale ou não conhecer o país mais estranho do mundo. (mais…)

25.fev.2013

Enfim, o post com as dicas práticas para quem quiser ir para a Coreia do Norte.

Tentei ser o mais completo e didático possível, respondendo todas as dúvidas que eu tinha antes de ir e outras que apareceram nos comentários ao longo de toda a série.

Se eu tiver esquecido de algo ou se você tiver algumas questão nova, por favor, escreva nos comentários. Responderei da forma mais rápida que eu conseguir. (mais…)

27.jan.2013

Nesse sábado, tive um papo rápido com a jornalista Tania Morales, no programa Revista CBN, da rádio CBN. O assunto principal foi o blog, mas também teve aquela inevitável e natural conversa sobre a Coreia do Norte.

Se você não escutou o programa ao vivo, aqui está a sua chance de me ouvir falando um pouco sobre tudo isso.

É só clicar no play aqui embaixo.

(E não precisa clicar no botão “leia mais”, aqui na direita, porque esse post é só isso mesmo. É um post sonoro.)

16.jan.2013

Você pode não saber quem é Tony Wheeler, mas certamente conhece a empresa dele.

Na dúvida, vou fazer a apresentação: Tony é nada menos que um dos fundadores do Lonely Planet, junto com sua esposa Maureen.

Foto: D. Wisken

Lendo o guia LP para a Coreia do Norte, encontrei um relato bem breve da visita dele ao país em um ano que não ficou definido – mas certamente foi depois do surgimento do George W. Bush. Então, com a autorização da querida Lonely Planet, traduzi essa parte para que você também possa conhecer algumas impressões do Tony. (mais…)

7.jan.2013

Eu poderia ter voltado de avião. Teria sido bem mais confortável e muito mais rápido, apesar da tensão de ter que voar de Air Koryo de novo. Mas não. Em algum momento, enquanto planejava tudo, eu resolvi que precisava aproveitar a viagem para uma experiência rara.

A experiência de viajar de trem entre Pyongyang e Pequim. (mais…)

2.jan.2013

Sei que eu prometi fazer a série “O que fiz na Coreia do Norte” em 3 capítulos, mas mudei de ideia na hora de escrever sobre os dois últimos dias. É que, ao contrário dos outros, esses foram dias com temas que merecem posts exclusivos.

Dito isso, vamos ao 5º dia da viagem, o dia da visita ao um dos lugares mais tensos do mundo: a Zona Desmilitarizada entre as duas Coreias. (mais…)