Ghalam

Destaque

15.jul.2014

O cenário é bonito, mas não chega aos pés de qualquer praia brasileira localizada ao norte do Rio Grande do Sul. O clima também não é dos mais agradáveis, com calor além da conta na maior parte do ano e (dizem) até uma friaca considerável durante dois meses.

Ainda assim, não seja louco de perder o Mar Morto em uma visita à Jordânia. Ele é um combo de atrações para quem curte geografia, ciências, história, religião, política e até para quem quer apenas se divertir horrores.

Aliás, principalmente para quem quer apenas se divertir horrores. (mais…)

7.jul.2014

Alguns acontecimentos recentes no Oriente Médio (acontecimentos tristes, só para variar) trouxeram de volta à superfície das notícias mundiais a diferença entre muçulmanos xiitas e sunitas. No meio de tudo isso, me meto a besta e venho aqui tentar explicar para você como surgiram os dois principais ramos do islamismo.

scottgunn (CC BY-NC 2.0)

Como de praxe, é uma explicação leve, sem entrar em detalhes. É só para você compreender a situação do mesmo jeito que eu: mais ou menos.

Para isso, voltemos para o início dos anos 600 d.C, onde hoje fica a Arábia Saudita. (mais…)

23.jun.2014

O arquiteto iraniano Ali Akbar Esfahani era um sujeito determinado. Lá nos anos 1600, ele recebeu um trabalho gigantesco que precisou de 25 anos para ser concluído. Durante grande parte deste tempo, Ali enfrentou o ódio do seu cliente, que exigia mudanças no projeto para que a obra ficasse pronta logo e chegou até a pedir que as paredes fossem construídas antes mesmo das fundações estarem terminadas.

O cliente era ninguém menos que o xá Abbas I, da Pérsia, o monarca responsável pela construção das maiores maravilhas arquitetônias do Irã, mas também um tirano sanguinolento que matou e cegou seus próprios filhos, irmãos e pai para não ser ameaçado no trono.

Mesmo com um patrão de currículo tão assustador, Ali fincou pé, disse que não mudaria nada e não mudou. Sua obra, a Mesquita do Imã, em Esfahan, não ficou totalmente pronta antes do governante morrer, mas o resultado já mostrava que seria bom e Ali (que chegou a sumir por um tempo, para não ser executado), acabou recebendo o perdão real pela teimosia.

Hoje Ali Akbar Esfahani tem uma estátua na cidade. E nós temos a Mesquita do Imã para admirar. (mais…)

10.jun.2014

Tenho um carinho especial pelo Sudeste Asiático, onde estive em 2008 e passei um mês perfeito entre Camboja, Vietnã e Laos. Um carinho que vem da minha ótima experiência naqueles países, do fato daquela ter sido a minha primeira grande aventura em um destino “exótico” e, principalmente, porque foi aquela viagem que me fez escrever um blog.

Eu sofri para conseguir informações sobre os três países naquela época. Não sei se isso aconteceu por total incapacidade mental minha ou por falta de conteúdo disponível mesmo, mas aquilo me fez decidir que, na volta, eu iniciaria um espaço para compartilhar tudo que aprendesse durante a viagem. (mais…)

12.jun.2011

(Post publicado originalmente em 24/08/2009 no meu antigo site.)

“A hora de comprar é agora!”

Um das expressões mais clichês do varejo também deveria ser a máxima dos viajantes naqueles momentos em que passam em frente a alguma loja e se apaixonam perdidamente por um objeto.

guy_on_the_streets (CC BY-NC-ND 2.0)

Como a Lei de Murphy é extremamente respeitada pelo cosmos, isso geralmente acontece quando o pobre turista está em alguma das situações abaixo: (mais…)